BEDA #14 – TAG: Complete as frases

Kyoto, Japão (2012). Foto tirada por mim 🙂

Extraída do blog Salateando.

Sou muito… paciente.

Não suporto… aquele imprevisto ruim que muda minha agenda toda.

Eu nunca… quebrei um osso

Eu já briguei… com pessoas pregando no trem.

Quando criança… eu desenhava meninas com asas.

Neste exato momento… estou correndo pra terminar o post.

Eu morro de medo… de ficar sozinha no escuro.

Eu sempre gostei… de cantar.

Se eu pudesse… teria 36h o meu dia.

Fico feliz quando… Chibi e Moon se aproximam da gente.

Se pudesse voltar no tempo… eu faria tudo de novo e daria mais um abraço naquelas pessoas queridas que se foram.

Adoro… quando acordo cedo e bem disposta. Quando Fred (meu poodle) deixa fazer carinho sem morder.

Quero muito viajar para… o Japão novamente. E para a Europa!

Eu preciso… dormir mais cedo.

Não gosto de… bacon.

Continue Reading

BEDA #13 – Links da semana {2}

Narutinho <3

Feliz dia dos pais 🙂

Continue Reading

BEDA #12 – Cântico VI

Tu tens um medo:

Acabar.

Não vês que acabas todo o dia.

Que morres no amor.

Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que te renovas todo o dia.

No amor. Na tristeza.

Na dúvida.

No desejo.

Que és sempre outro.

Que és sempre o mesmo.

Que morrerás por idades imensas.

Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno.

Cecília Meireles, 1982.

Continue Reading

BEDA #11 – Chibi Moon

Chibi e Moon quando chegaram (11/2/2017).

AVISO 1: Contém textão.
AVISO 2: Contém overgato (overdose de foto de gato)

– É só escolher.

Essa mensagem enviada por um amigo em janeiro contribuiu para uma das grandes mudanças em 2017. Antes dessa mensagem, tinha recebido este link de gatos para adoção no site da AUG.

A ideia de adotar um gatinho já vinha amadurecendo há um tempo na minha cabeça, mas ainda vários medos se passavam. E se não der o dinheiro? E se não souber como criar? E se eu não der conta? Até então eu só tinha tido catioros de estimação, e imaginava que gato seria uma parada totalmente diferente.

E foi.

Mas fui lá, com a cara e a curiosidade, escolher um gatinho. Sempre pensei em adotar pelo menos um gato adulto ou mais velhinho, por já ter personalidade formada. Queria um que fosse mais calminho e “menos destruidor”. Queria tantas coisas…

E aí eu vi os olhinhos (de gatinho do Shrek) da Malagueta e me apaixonei.

A história da Malagueta não era tão feliz. De acordo com o site, ela tinha vindo de uma colônia de gatinhos e conheceu os maus tratos do ser humano. Ela já tinha um pouco mais de 1 ano e em sua descrição estava claro que era uma gatinha assustada e que, de preferência, seria melhor se fosse adotada junto com a irmã, Pimenta. Só deixariam adotar ela sozinha se a casa já tivesse outro gato na casa.

E depois disso eu conheci a Pimenta.

Parecia muito maior que a Malagueta, um olhar mais sério e desconfiado, porém parecia ser um pouco mais sociável. Uma gatinha tão linda quanto a Malagueta.

E depois de refletir resolvi adotar as duas, juntinhas. Preenchi um formulário bem grande e depois de muitas trocas e e-mail, para ter certeza se era isso mesmo que eu queria, consegui as meninas.

E elas chegaram pra mim com aqueles olhinhos e olhares assustados e curiosos. Pimenta chegou babando de stress. Malagueta se enfiou atrás da caixa de areia e só foi sair quando fomos dormir, e fazia fuuu se tentávamos nos aproximar. Elas estavam tão assustadas quando chegaram que não tivemos nem coragem de encostar nelas com medo de piorar a situação.

Até hoje a gente não conseguiu encostar nelas direito 🙂

No dia seguinte, acordamos e não as encontrávamos em lugar nenhum. Foi a 1ª “caça-ao-gato” que fizemos. Após um tempo encontramos Pimenta dentro do armário da cozinha e Malagueta dentro da armação do sofá. No 2º dia, Pimenta descobriu um ótimo esconderijo embaixo da cama, onde ninguém poderia chegar perto. E ali ficou por mais de um mês.

Malagueta deixou de ser Malagueta e hoje é a minha Chibi (minha pequena ferinha).
E Pimenta deixou de ser Pimenta e hoje é a minha Moon (minha luazinha cheia).

E sim, eu adoro Sailor Moon! XD

Cuidar de gatinhas adultas e assustadas é um desafio e tanto. Preciso de uma boa dose de auto-controle também, pois minha vontade é de apertá-las e dar muito carinho. Mas meu carinho por enquanto se limita a pequenas demonstrações.

E o carinho delas eu sinto no olhar.

O progresso é lento mas existe. Hoje em dia estão totalmente ambientadas, mas o medo do ser humano ainda é muito grande. Aprendi a me mover um pouco mais devagar. Aprendi que gato tem rotina. Aprendi que gostam de sachê, mas não é de qualquer sabor. Aprendi que não tem tempo ruim com ração e areia pra elas. Aprendi que se um dia eu quiser encostar nelas terei que esperar até que elas queiram encostar. Aprendi muitas coisas com ela e continuo aprendendo.

Paciência e persistência, sempre. Desistir, jamais. Amor e vontade de dar certo, em todos os momentos desde o momento em que as vi.

Gratidão por estes 6 meses que vocês fazem parte da minha vida, minhas filhas <3

Abaixo, fotos caseiras e mal tiradas por mim para lhes mostrar a evolução de Chibi Moon. =)

Continue Reading

BEDA #10 – Tag: Minha História em 10 Músicas

Imagem: Pixabay

Extraído do blog Saga das Músicas. A Tag consiste em responder 10 perguntas voltadas a música.

1- Uma Música Que Lembre Um Momento Bom
A Thousand Trees – Stereophonics

2- Uma Música que Defina Sua Vida.
Perdida e Salva – Sandy

3- Uma Música que te faça dançar na balada.
Des pa cito – Luis Fonsi & Daddy Yankee

4- Uma Música que foi tema de um relacionamento seu.
Seven Nation Army – The White Stripes

5- Uma Música que sempre te faz chorar.
Lost in Paradise – Evanescence
Nem sempre, mas já fez ;P

6- Uma Música que seria toque do seu celular.
On Top – The Killers
Inlcusive já foi toque hahaha

7- Uma Música que você tatuaria.
The End of the Dream – Evanescence
Follow your heart till it bleeds

8- Uma Música que te deixa com vontade de ficar com alguém.
Fire Meet Gasoline – Sia

9- Uma Música que você está viciado no momento.
Sua Cara – Major Lazer feat. Anitta & Pabllo Vittar


10 – Uma Música que faz as pessoas lembrarem de você.

Basicamente qualquer uma do Evanescence, hahahaha

 

Continue Reading

BEDA #9 – 5 livros que comprei e não li (por inteiro)

Foto: Pixabay

Preciso admitir que faço muitas coisas no impulso. E por uma boa época da minha vida, esse impulso estava em comprar livros legais/bonitos na Livraria Cultura, na livraria da rodoviária, sebos, etc. Nunca fui uma pessoa de ler muito, mas comprava na promessa de “estimular a leitura”.

Devo ter pelo menos 30 livros $_$ comprados dessa época – contando aqueles “interativos” como o Wreck This Journal e os de colorir como o “Jardim Secreto”. Alguns eu comecei, outros eu nem abri. E para não passar tanta vergonha, listei aqui apenas 5 dessa coleção:

  1. Como Organizar Sua Vida Financeira (por Gustavo Cerbasi): esse eu não passei do sumário. Mas tenho a esperança de iniciar a leitura ainda neste ano, já que estou começando a entender mais de educação financeira. Junto com ele eu comprei o “Adeus, Aposentadoria”, também do Cerbasi.
  2. O retrato de Dorian Gray : The picture of Dorian Gray bilíngue (por Oscar Wilde): Há no mínimo 3 anos eu tento ler esta história. Comecei com uma edição antiga da Penguin Books em inglês, fiquei quase 1 ano com o livro e cheguei até o 2º capítulo. Aí eu comecei a achar que o problema estava em tentar ler em inglês, o que me fazia perder o foco com facilidade. Encontrei essa edição no shopping e gastei todo o (pouco) dinheiro que eu tinha na carteira porque me apaixonei pela capa e adorei o fato de ser bilíngue (e poder comparar o que o autor escreveu com o que traduziram).
  3. Isso Me Traz Alegria (por Marie Kondo): Eu tinha o 1º livro da Marie (“A Mágica da Arrumação”), mas além de só ter começado o livro, emprestei pra uma pessoa que não vai mais me devolver =_= Aí acho que há uns 3 meses atrás o “Isso Me Traz Alegria” estava em promoção na Fnac e eu comprei. Tinha ouvido falar que era um guia melhor que o 1º livro por ter figuras agora, mas não avancei o suficiente pra saber (nem vou conseguir comparar também)
  4. Walden (por Henry David Thoreau): Comprei inspirada pela Thais do Vida Organizada, que disse que depois que terminou a leitura largou o emprego e foi fazer mochilão! Diz-se que o livro trata de simplicidade voluntária e eu tenho bastante curiosidade sobre o assunto, mas confesso que fico com receio de entender a essência e querer jogar coisas pro alto hahahhah
  5. A Arte de Fazer Acontecer (por David Allen): BOOM! O livro-guia do GTD, esse método maravilhoso de produtividade, essa Bíblia do “fazer acontecer” e… Não li. O pior de tudo é que eu tenho a 1ª e 2ª edições e não cheguei a ⅓ de cada um. Este talvez seja o motivo de eu ter tantas dúvidas sobre o método e não ter conseguido aplicá-lo totalmente na minha vida até agora. Mas quem sabe esse ano eu ainda consiga retomar!

E fico por aqui hoje!

Vou lá tentar ler um livro sqn hahaha

 

Continue Reading

BEDA #8 – Sobre se perdoar e seguir em frente

Imagem: Pixabay

Ontem não teve post, então hoje tem em dobro 🙂

Fiquei lembrando e esquecendo de postar o dia todo. Quando vi, já estava caindo de sono e não consegui escrever, com o perfeccionismo gritando na minha orelha. Acordei hoje de manhã me sentindo muito mal por não ter conseguido cumprir com este compromisso, me culpando, yada yada…

Mas depois de meditar e acalmar minha mente escrevendo as Páginas Matinais (um dia falo sobre elas também), vi que todo esse sentimento de culpa não ia me levar a lugar algum, apenas me prejudica. Não poder postar uma vez ou outra acontece. É importante reconhecer a falha, mas também é importante se perdoar e seguir em frente. E fazer o máximo possível para manter a consistência e os hábitos.

E vamo nessa!

Mais tarde tem post novo 😉

 

Continue Reading

BEDA #7 – Tag: Me conhecendo melhor

Foto ilustrando duas das coisas que mais gosto e que gostaria de estar fazendo: dormir e passar tempo com o Naruto <3

Tag extraída do Blog Palavra Feminina

1. Você se considera uma pessoa do dia ou da noite? Do dia!
2. Você coleciona alguma coisa? Marcadores de página.
3. Qual era o seu programa preferido quando criança? Cartoon Cartoon (uma hora só com os desenhos originais do Cartoon Network)
4. Sobre o que você pensa antes de dormir? Sobre o quanto está aconchegante a minha cama.
5. Qual a sua cor favorita? Todas – mas no momento é roxo.
6. Você é viciada em algum vídeo, game ou jogo de computador? Clash Royale e os vídeos da Lavendaire.
7. Você tem algum hábito ruim? Costumo deixar tudo pra última hora 😳
8. Você tem irmão ou irmã? Um de cada, hihihih
9. Você tem alguma tattoo ou piercing? No momento só um piercing no lábio (eu tinha outro no nariz), e planejando duas tatuagens pra daqui uns 3 ou 4 anos =)
10. Qual a sua flor favorita? Gosto de mini orquídeas.
11. Quando pequena, o que você queria ser quando crescesse? Professora de escola.
12. O que você guarda embaixo da cama? Poeira, pêlo de gato, brinquedo de gato e uma gata às vezes (a Moon).
13. Você se considera organizada ou bagunceira? Eu tento ser organizada mas sou bagunceira. 🙁
14. Se você pudesse viver em qualquer lugar do mundo onde seria? Aqui em São Paulo mesmo  🙂
15. Qual o seu filme favorito? O Diabo Veste Prada 😈 (inclusive tô precisando assistir de novo)
16. Qual o ator ou atriz que dizem que você se parece? Já disseram que eu parecia a Sakura do Sakura Card Captors 🙄
17. Diga uma coisa que as pessoas não sabem sobre você. Eu ainda quero adotar mais um gato, e um cachorro, um peixe e um hamster.
18. Qual a última mensagem do seu celular? Um SMS confirmando a compra da minha pelúcia da Small Lady Serenity <3

Continue Reading

BEDA #6 – Links da semana {1}

Foto de domingo passado no La Bombe pra ilustrar

Esta é a primeira linkagem de domingo que faço, com coisas interessantes que vi por aí e curti durante esta semana que passou.

 

Continue Reading

BEDA #5 – Do porquê de eu não discutir com idiotas

Foto das minhas gatinhas julgando vcs pra ilustrar

Hoje aconteceu uma situação meio fora do usual pra mim.

Pra quem não sabe, estou cursando técnico de Administração. O curso é EAD Semipresencial, então temos aulas com a tutora (professora) aos sábados pela manhã. Ainda estamos no começo de tudo, mas já percebi que a cada aula apresentamos sobre os capítulos do cronograma. Hoje, estávamos a discutir sobre a Internet, Cibercultura, Globalização, etc. E acabamos indo além do assunto, trazendo tópicos como reciclagem, uso da Internet, Baleia Azul, felicidade e tudo mais. Foi sensacional!

Uma hora foi demonstrada insatisfação com o debate por supostamente “não ter nada a ver com Administração” 🙄 . E não vi daonde tirei a coragem, só vi que tomei a palavra e comecei a falar em voz alta 😯 sobre o que eu estava achando da aula e sobre a discussão, e o porquê de eu achar que tudo o que estava sendo discutido era sim pertinente à matéria. Acredito que essa foi a primeira vez NA VIDA ACADÊMICA que eu tomo essa iniciativa e ainda não acredito que fiz isso ❗

Enfim, a discussão em sala se extendeu até aonde a tutora permitiu, e cada um foi para suas casas. Até agora há pouco rolou um revival no grupo da sala no Whatsapp.

O que deu pra concluir é que minha sala é composta de muita gente que pensa diferente sobre vários tópicos. Mas também concluí que algumas pessoas estão muito preocupadas em expressar a opinião delas como se fossem a única coisa correta a se pensar. Algumas pessoas são bem cheias de opinião e de si!

O que alguns custam a entender (e eu fico frequentemente me vigiando sobre) é que não é ofensivo o próximo não ter a mesma percepção que você. Que não é medíocre uma pessoa querer ser o tipo de técnico que “aperta botão”, “carimba papel”. Que não é errado não ter nem querer ter o mesmo propósito de vida que o seu.

E principalmente, que ninguém é obrigado a dar opinião e muito menos obrigado a ouvir e aceitar a sua opinião – desde que o mínimo respeito seja mantido.

E se alguém já perde essa linha do respeito para falar, não vou perder o meu tempo refutando. É por isso que eu não discuto com idiotas, porque eu tenho coisa melhor pra fazer com a minha vida. 😉

Segredo

– Mestre qual é o segredo da felicidade?
– É não discutir com idiotas.
– Não concordo que esse seja o segredo!
– Você tem razão.

Continue Reading