420 dias depois

O quanto uma vida pode mudar em pouco mais de um ano?

Quantas vidas começaram a sua jornada? E quantas encerraram?

Em 420 dias eu fui aos céus, fui ao inferno, cheguei no fundo do poço e achei que não iria me recuperar.

Fiquei grávida de uma linda menina que hoje tem 6 meses e está em meus braços. Sou mãe, com toda a profundidade e imensidão que cabe em tal palavra tão pequena. O mundo para ela está em expansão, a cada dia uma descoberta.

Mas também vi meu marido e grande amor da minha vida adoecer e partir. Hoje ele está no paraíso, eu prefiro acreditar que existe um após encerrarmos a nossa existência aqui.

E com esses dois acontecimentos a minha vida virou ao avesso e de cabeça pra baixo. Tive que me mudar e voltar para perto dos meus pais, coisa que jamais imaginei que faria. Eu ainda estou reencontrando sentido em tudo, refazendo meus planos. Vivendo entre trocas de fraldas e amamentando nas madrugadas nessa maternidade que não está sendo o que imaginei. Nada está sendo como imaginei. Mas hoje consigo respirar. Hoje estou sabendo conviver melhor com a dor e a solidão.

Eu achei que conseguiria explicar melhor tudo o que aconteceu durante esses 420 dias, mas o que saiu foi isso aí. Escrevi um pouco em posts mensais no meu instagram, e talvez seja o melhor que eu tenha conseguido em me expressar.

Não é que eu queira deixar o passado no passado. É que eu acho que tenho que tentar olhar mais aqui e mais à frente.

Tô de volta, aos trancos e barrancos, catando cacos, postando sem revisar. Que alívio está sendo finalmente conseguir escrever aqui de novo!

Continue Reading