Da inércia por conta de querer a perfeição

… Ou sobre a tal da procrastinação.

Ultimamente tenho me pegado em um cenário de onde sempre fujo mas sempre acabo voltando: com mil coisas pra fazer, pensando em 10 mil outras coisas que eu poderia fazer, mas na realidade fazendo zero coisas.

E ao invés de enfrentar tudo isso, sentar e colocar tudo no papel, meu instinto é fugir mais ainda e deixar tudo quietinho e bagunçado como está, até a coisa mais urgente gritar de novo.

Nesse turbilhão de coisas, só consigo pensar na frase que li esses dias:

“Filho, para que você está pensando em objetivos se não está arranjando tempo nem para limpar o banheiro?” (David Allen)

Eu estudo métodos de organização há pelo menos 6 anos, eu sei muitas teorias, mas não consigo dar um passo a frente rumo à prática.

Descobri que minha maior inimiga sou eu mesma. =/

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *