BEDA #2 – Sobre “morar sozinha” há 1 ano

Quando tudo começou…

Ontem fez 1 ano que vim “morar sozinha” em São Paulo.

Depois da 1ª tentativa muito frustrada em dividir outro apartamento com uma pessoa e de ter passado por experiências ruins (conviver com pessoas e criar intimidade não é fácil), acabei tendo que voltar para Poá por alguns meses antes de me mudar para onde hoje estou.

Eu só lembro que na época a minha vida estava começando a ficar melhor e menos atribulada, estava me livrando de vários fardos que não eram meus, aprendendo a ser feliz, e eu só queria um espaço pra mim. E graças ao namorado e várias buscas em sites de imóveis, encontrei este pequeno apartamento studio com todas as facilidades de morar mais perto do trabalho.

E pela 1ª vez, eu me senti à vontade em um lugar que eu estivesse alugando.

O começo não foi fácil porque nos dias anteriores à mudança eu tinha ficado doente e ainda continuei mal por umas duas semanas que se seguiram. Eu tossia tanto que distendi o músculo da costela 😛 Lembro de as coisas continuarem em caixas e eu me sentia frustrada por não ter forças pra conseguir arrumar tudo. Mas aos pouquinhos fui melhorando e desencaixotando, arrumando, organizando.

E aos pouquinhos aquela sensação de “estar em casa” foi tomando forma. A diferença entre a “minha casa” e “a casa da minha mãe” está se tornando mais nítida. É um pouco assustador, mas tão bom!

Olhando pra trás, nem reconheço mais a Nati de agosto do ano passado, que tinha medo, mas foi com medo mesmo. Eu aprendi tanta coisa que mal consigo enumerar. Aprendi a cozinhar um pouquinho melhor, a montar móveis, a trocar courinho de torneira, a fazer as mangueiras da máquina de lavar funcionarem na pia do banheiro xD e por aí vai.

Eu adoro esse lugar! Mas sinto que está se aproximando o cumprimento da missão dele. Eu cresci muito e a família também cresceu, com o namorido e minhas filhas felinas, Chibi e Moon. Eu nunca tinha tido gatos antes e está sendo uma experiência e tanto! Um dia falo melhor sobre elas 🙂

O apezim vai deixar saudade. <3

Um pouco mais recente (mas nem tanto), com panos no varal e não to nem aí XD

Posts relacionados

10 comments

  1. Quero ver o post sobre os gatinhos *–*

    Que bom que está sendo uma boa experiência pra você! Eu sou doida pra morar sozinha, mas sempre que penso na possibilidade, me dá um certo medo, ao mesmo tempo que morro de vontade rsrs’

    Moro em República, com pessoas da família, mas mesmo que não seja mais a casa dos pais, é um pouco diferente. Até porque, estou perto, e o tempo todo estou indo pra casa, passar os finais de semana lá. Imagino que morar sozinha seja uma experiência bastante enriquecedora, dá pra amadurecer muito 🙂

    1. Eu morava antes com uma outra pessoa e todo fim de semana ia pra “casa”, passava sexta a noite até domingo lá, com a família e brincando com os catioros <3
      Como todas as coisas (e contas) estavam no meu nome, amadureci bastante também! haha
      Mas eu confesso que só de uns tempos pra cá que não tenho ido todos os finais de semana, hehe

      O post das filhotas sai ainda esse mês! hihihi

  2. Parece ser um lugar tão aconchegante e imagino mesmo a diferença entre a casa da mãe e a nossa casa, cá entre nós, não vejo a hora de sentir essa diferença na pele mesmo.
    Adoro posts assim, dão aquela carguinha de coragem que tanto precisamos pra sair do tal ninho familiar, espero ser tão corajosa quanto você foi. Beijo!

    ps: cade o post das gatassssss

    1. É aconchegante mesmo <3 hihih
      No começo é bem estranho sentir essa diferença - ainda estou acostumando! Mas nem de longe é ruim!
      Muita coragem para você!! 😀 😀 😀

      O post das gatas eu preciso fazer XD mas será tema do BEDA!

  3. É muito bom ter seu próprio cantinho!
    Eu divido apartamento com uma amiga, mas quem cuida da decoração e decide as coisas sou eu hahaha. Chegar em casa e saber que as coisas são suas, e estão do seu jeito, é uma das melhores sensações.

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *